segunda-feira, 18 de junho de 2012

A culpa é sua por me fazer te querer tanto assim


Me perguntam qual é o motivo pra eu não querer mais ninguem, pra mim nem olhar pra mais ninguem, de quem é que eu falo tanto mas nunca cito o nome, o porque eu começo a chorar do nada ou porque eu rio do nada, no que eu tanto penso que eu não presto mais atenção em nada. O único culpado de tudo isso é aquele que apareceu do nada me fez voltar a acreditar em sonhos e depois desapareceu, não me quis, se negou a me fazer feliz, se tornou um vicio quase uma obesessão, me fez chorar sem ao menos saber. Se ele soubesse que as minhas mãos gelam quando o vejo, que eu tremo quando ele fala comigo, que meu coração acelera só de pensar nele e que eu sinto um arrepio quando ouço ou leio o seu nome. Te olho e tenho vontade de pular no seu pescoço, de te chamar de burro, te morder, chorar, te descabelar, me descabelar, gritar, te abraçar e nunca mais soltar, tenho vontades bipolares, eu perco a estribeira e já nem sei mais o que eu quero, então eu passo perto de você e digo: - Oi. Você da um sorriso, eu me viro e saio andando, morrendo por dentro.