terça-feira, 12 de junho de 2012

Da minha boca seu nome não vai sair


Eu já fiz tantos planos para me afastar de você, tantas invenções para não me aproximar, eu decidi parar com o vicio de tocar no seu nome mas sempre tem aquele que vem me perguntar de você, então eu respiro fundo e digo que não sei como você está, eu mal sei como eu estou, como vou saber de você. Finjo que nada aconteceu porque eu sei que as pessoas já estão fartas de me ouvir reclamando, para os mais próximos eu ainda digo que te odeio, para os outros eu me calo. Porque não adianta eu falar mal de você para metade da cidade se isso só vai me fazer lembrar que você ainda existe, que você ainda está aqui tentando me atingir usando as mesmas artimanhas de sempre, se aproximar de quem eu gosto para que eu fique com mais raiva de você. Não importo, pode fazer o que quiser, pode dizer o que quiser, dessa vez eu não vou fazer nada, vou me manter o mais longe que eu puder de qualquer coisa ou pessoa que me faça lembrar ou pensar em você.