sexta-feira, 22 de junho de 2012

É maior do que parece


Quando tudo está ruim, quando você se sente incapaz de enfrentar o mundo, quando nenhuma companhia faz com que você se sinta melhor, é ela quem você procura, só ela tem o antídoto capaz de te acalmar, só ela tira a sua dor em segundos. E você acha isso tão bobo, se sente tão patética mas não consegue se desprender dela, e continua ali chorando, cheia de sangue, e logo depois se sente bem, a dor é real, você se sente bem por ter enfrentado a dor, mas sabe o que você é? Uma frágil criatura miserável que não consegue superar tudo sozinha, é isso que você é, você não é tudo isso que aparenta ser, você sofre, chora escondido, disfarça tudo com maquiagem, é isso que a sociedade faz não é? Disfarça tudo com maquiagem. Finge sorrisos e simpatia, mas a verdade é que ninguém se importa, eu não me importo, ela não se importa. Mas você não consegue deixa-la, encontrar outro jeito sem ela se torna impossível, apesar do ''mal'' que ela causa, ou que você mesmo se causa por influencia dela. Então é isso, depois de tentar resistir, de dizer que nunca mais,você percebe que não é forte o bastante, o pânico toma conta da sua consciência, o desespero é enorme, até que você se cansa, e aceita ela de volta, sem ela é mais difícil, eu sei. Agora você já sente melhor, já passou. Engano. Dura pouco, logo tudo volta, e você precisa de libertar outra vez, você incontrolavelmente precisa dela, sua mente é insana, o corpo é masoquista, você quer se machucar cada vez mais, não há controle, não há solução, você se esquece como era antes dela aparecer. Talvez exista possibilidades de escapar, talvez seja você que perdeu todas as forças quando se entregou a ela. As pessoas vão comentar, vão te ridicularizar, te olhar diferente, mas você já não liga pra nada disso, ela é tudo que você precisa. Lâminas.