segunda-feira, 25 de junho de 2012

Infelizmente andei sonhando...


Andei sonhando com você. Você que eu já não lembro mais, você que eu esqueci o cheiro, você que eu deixei de conhecer, não me lembro dos seus gostos e não sei sobre os seus sonhos. Tenho vagas lembranças do que fomos e tenho a certeza de que era horrível, a unica lembrança que tenho claramente é a do fim, me lembro do quanto foi difícil me recuperar e seguir em frente quando eu me recusava a ir adiante sem você. Me lembro também do que eu sentia por você, não sei bem o que era, não sei dar nome para aquele turbilhões de sentimentos que quase acabaram com a minha existência, que me causaram marcas profundas na pele e por pouco não derreteram as paredes do meu estômago, fazendo com que eu me sentisse a mais desprezível das criaturas. Sonhar com você é trazer todo o passado a tona, é sentir arrepios ao pensar no desespero, é desgastar a minha mente ao tentar lembrar do começo. Mas consegui lembrar das tardes em que o seu silêncio e o seu desinteresse me incomodavam, conversávamos tão pouco, chegava a ser quase nada, me lembro de coisas como a sua mão da minha, só não lembro da textura da sua pele. Parei de me forçar a lembrar, pois começei a confundir meus sonhos com a realidade, comecei a imaginar coisas que talvez nunca aconteceram ou aconteceram, eu não sei, não me lembro. A imagem que guardo sua é a de você indo embora sem remorso algum ao me deixar no portão ao prantos. Já não sei quanto tempo faz, não sei quando que eu comecei a te detestar, não me importa, também não importa para você, nunca importou nada, é que pensei que escrevendo eu pararia de sonhar.