domingo, 10 de junho de 2012

Não se deve acreditar que é pra sempre


Lembra aquele amor que nunca acreditou que eu sentia? Ele se foi, os dias passaram e o amor não quis voltar, o que era mágico ficou sem graça, niguém mais segurou minha mão. Tudo se alterou, você me perdeu, eu te perdi, nós perdemos. Eu tentei, por favor não negue, você não sabe como eu tentei. Não pergunte se eu ainda choro, porque quero esquecer que chorei, assim como você se esqueceu de mim.