quarta-feira, 20 de junho de 2012

Quando quase tudo machuca


Chega uma hora que existir se torno dolorido, dói muito mais que todas as lágrimas, porque também chega uma hora que chorar já não alivia. Você perde o equilíbrio e já não tem em quem se apoiar, não existe nenhuma voz dizendo: - Você vai ficar bem. Mesmo que não seja verdade, porque no fundo a gente nunca fica bem, a gente finje estar melhor, finje que ama alguem, mas por dentro já está tudo endurecido, os sentimentos foram gastados e depois devolvidos. Rejeição é outra coisa que dói, é tanto disperdicio de sentimento e de tempo, e depois só sobra o medo. O medo da entrega, o medo de criar expectativas demais. Uma vez que tudo foi roubado, o seu coração, a essência da sua alma. Roubado não é a palavra certa, porque ninguém rouba os sentimentos de ninguém, o que acontece é que esses sentimentos são despertados e a gente por burrice entrega o coração totalmente de graça para a outra pessoa, sem pedir muita coisa em troca, só desejando que a pessoa cuide desse órgão que é tão importante, e o que a pessoa faz? Pega e passa o coração no ralador, te deixa sangrando e com dor, enquanto sorri e vai embora, e essa é a ultima imagem que você tem, ele sorrindo e indo embora.