quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Eu cuido de você e você cuida de mim, somos amigos, certo?

Não podemos ficar juntos e acho que nem queremos, já nos feriram demais, por isso não nos apegamos um ao outro. Nos abraçamos antes de você ir embora de casa, mas isso é normal não é? Amigos também dão abraços de despedida, exceto aquele dia que você me deu um beijo antes de ir, mas foi um ato sem pensar, foi por impulso. E você sempre que chega na sua casa me manda um sms dizendo que já chegou, faz algum comentário safado e de vez em quando deixar escapar algumas palavras de carinho, logo em seguida diz boa noite. Mas não tem nada de mais, amigos também fazem isso. Apesar de todo esse combinado de não se apegar e de ter um relacionamento apenas carnal, também sabemos fingir ser um quase casal, quando ficamos de mãos dadas, ou quando assistimos tv abraçados, ou quando você me puxa pelo braço e coloca minhas mãos em volta do seu pescoço, mas isso não dura muito tempo, eu ou você toma consciência e solta um do outro e voltamos pra realidade, aquela onde somos apenas amigos.Você fica falando sobre as meninas que você diz enrolar, e eu fico te ensinando como manipular alguém até se conseguir o que quer, até que você parece ficar com ciumes e começa a fazer perguntas de mais, do mesmo jeito que você parece ficar com ciumes quando eu fico na internet falando com alguém, com você do meu lado, e você diz que quer ir embora ou tira a minha mão do teclado e e digita um monte de letras todas juntas, formando palavras sem sentidos. É o mesmo jeito que eu pareço ficar com ciumes quando você fica trocando sms com alguém, ou quando alguma menina que você enrola te liga e você manda eu ficar em silêncio, então eu ligo o liquidificador na potencia alta, só pra ela saber que você não está sozinho, só parece ciumes, mas a verdade é que a gente gosta de irritar um ao outro.
Eu deito no seu peito, o seu coração parece acelerar, então eu te explico sobre o sistema cardíaco e depois eu fico comparando as pintinhas do seu peito com constelações e procurando algum signo do zodíaco, até que eu encontro libra e você me faz pegar o meu atlas só pra te provar que é verdade, então eu te mostro e você ri dizendo que ama as estrelas. Vamos ouvir musica e você começa a me explicar coisas como tons de notas e solos de guitarra e eu fico sem entender nada mais continuo te olhando, você percebe e diz: até que enfim encontrei algo que você não sabe.
Aquele dia que estávamos sentados na calçada da minha casa, você disse que estava feliz, mas que ainda faltava algo. Eu fique com vontade de falar: falta eu. A gente se dá tão bem, só você que ainda não percebeu porque você insiste em dizer que eu combino com o seu amigo, e eu comecei a achar que você tem razão, mas eu não me importo pois eu não quero combinar com você, pois essa coisa de amor, ferra com tudo e o que temos é muito mais do que amor, não há expectativas, não há dor, porque só somos amigos.