segunda-feira, 6 de agosto de 2012

Te deixo ir, pois meu caminho não é mais o mesmo que o seu

Aquilo que te traz de volta é o mesmo que te leva para longe de mim todas as vezes que você ameaça voltar para a minha vida, digo ''aquilo'' porque não sei que nome dar para essa sua indecisão. Hoje eu parei para pensar sobre sobre você e acabei chegando a uma conclusão, não importa o que eu diga, você nunca vai voltar, e sabe por que? Porque você não quer. Você nunca quis, eu não vou te forçar a gostar de mim, porque eu não sei viver de migalhas, se não for para vir inteiro, então é melhor que não venha.
De repente eu enxerguei, percebi que eu deixaria qualquer coisa por você, e você nunca foi capaz de deixar ninguém por mim, notei também que sei tanto sobre você e você não sabe nada sobre mim, você nunca me conheceu, você nunca me viu chorar, você nem mesmo sabe que todas as vezes que eu te liguei, eu estava chorando e você nunca sequer me ligou de volta.
Eu queria mesmo que nós dessemos certo, eu queria curar você de todos os seus medos, mas eu não posso mais tentar, existem coisas ruins dentro de mim que também precisam ser curadas, eu não posso mais assumir suas dores, quando você não é capaz nem de perguntar se eu estou bem, eu sei que eu disse que não iria desistir, e que iria te esperar por toda vida, mas o tempo parece passar muito devagar quando esperamos o que mais queremos. Preciso te deixar, mesmo você não sendo meu, mesmo eu não interferindo em nada na sua vida, eu preciso te deixar em paz, vou te deixar ir embora mais uma vez sem mim, porque eu preciso me encontrar, eu preciso achar outro lugar onde eu me sinta bem e esse lugar não pode ser mais ao seu lado.